Pesquisar este blog

domingo, 24 de abril de 2011

Prevenção através das ESSÊNCIAS FLORAIS

Como a Terapia Floral atua sobre o desequilíbrio energético interior do indivíduo nos conflitos entre a persona, máscara ou personalidade e a alma ou eu superior, muitas vezes antes que se manifestem, cristalizam no organismo físico como uma doença específica: ao utilizá-lo na manutenção de saúde e na prática clínica, estamos verdadeiramente realizando uma medicina, uma terpêutica preventiva, de vanguarda portanto, dentre os projetos de aplicação da medicina da nova era de concepção holística. Acrescente-se a isso a compreensão de que a saúde do ser humano é conseguida por meio da integração do ser humano com a natureza, representada pela essência floral, e não pela sua destruição. Implica, portanto, a preservação dos recursos naturais, renováveis e muito úteis, como o poder de equilíbrio inerente ao belo armazém da natureza.
Podem ser empregados não apenas para atingir a harmonia, a saúde, mas para mantê-las. As emoções podem afetar e, até mesmo lesar o organismo mental, funciona como um indicador do bem estar físico bem como um alerta quando do surgimento da doença, das possíveis alterações e condições de comprometimento físico a caminho. As essências florais, na medida em que previnem a evolução do processo de adoecer do indivíduo por intermédio do equilíbrio de suas emoções, realizam uma perfeita profilaxia. Ao mesmo tempo, os remédios florais permitem à pessoa trazer à tona, ao nível da consciência vigil, seus traços de caráter, defeitos ou qualidades negativas, permitindo superá-las conseguindo pela auto-compreensão, a paz de espírito a felicidade interior.
Ao descobrir o Sistema Floral, o Dr. Edward Bach trazia dentro de si o anseio de tornar este modelo simples de tratamento, o mais acessível possível ao cidadão comum, de forma que pudesse ser utilizado para beneficiar o maior número de pessoas. 
Diferenciando-se das técnicas da fitoterapia e da homeopatia, que frequentemente exigem a presença e participação do farmacêutico, no preparo e acondicionamento destes medicamentos, o remédio floral,  a tintura de flores, mediante o método solar ou da fervura, consegue fixar o poder vibratório das essências das flores na água de fonte, podendo ser realizado por qualquer indivíduo da comunidade leiga. Portanto, a terapia floral tem grandes chances de se tornar mais popular do que estas outras formas de terapêutica, podendo vir a ser empregada largamente no sistema de saúde pública, ou seja, nos postos de saúde, ambulatórios, hospitais, bairros periféricos, creches, meninos de rua, asilos, orfanatos, e inclusive em animais. Sabemos que a medicina popular é uma prática concreta de saúde, utilizada contidianamente na esfera familiar, nos bairros, na comunidade em que se vive, resgatando hábitos, costumes e tradições. Assim, a TERAPIA FLORAL torna-se um grande recurso de tratamento, de baixo custo de implantação e aplicação em larga escala. Ao contrário dos remédios químicos, que não tem história natural de troca com aquele que o usa, o medicamento floral, a essência floral, pressupõe a relação do homem com a natureza, a cultura, seus mitos, lendas, tradições, significado simbólico. É uma prática verdadeiramente ecológica e holística, pois abrange todos esses aspectos importantes da condição humana, na sua relação com o universo circundante.

Janice Angelotti
Atendimento MSN
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

Nenhum comentário: